Plantão
Minas Gerais

Veículos apreendidos em operações contra o tráfico de drogas serão leiloados

Publicado dia 02/12/2021 às 14h24min | Atualizado dia 02/12/2021 às 14h40min
Ação da Sejusp busca reforçar políticas de prevenção à criminalidade em Minas

Treze veículos apreendidos em operações contra o tráfico de drogas e outros crimes relacionados serão leiloados pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), na próxima terça-feira (7/12). Este é o décimo leilão realizado em 2021. Entre os bens estão uma Ford F 1000, dois caminhões Mercedes Benz, um Volkswagen Jetta e uma Kombi Pick Up.

“É importante destacar que neste ano nós temos mais um recorde de arrecadação, de mais de 3,1 milhões. Com o novo leilão, o valor vai subir ainda mais. Esses recursos, posteriormente, irão retornar para o Estado para serem utilizados tanto em ações de segurança pública como em prevenção à criminalidade”, frisa a subsecretária de Prevenção à Criminalidade da Sejusp, Andreza Meneghin.

Os lances já estão abertos e podem ser feitos nos seguintes sites: https://cutt.ly/IT7Mgg0 (veículos recuperáveis) e https://cutt.ly/KT7Mxmv (sucata). Por meio deles também é possível obter informações sobre os itens e avaliar as respectivas fotos. Para quem desejar conhecer os bens pessoalmente é necessário agendar previamente por meio dos telefones disponíveis no edital, disponível neste link. https://cutt.ly/zT7MB1s

Os itens recuperáveis podem voltar à circulação e têm direito à documentação. Os arrematantes são isentos de multas, encargos e tributos anteriores à aquisição. Já os bens considerados como sucatas irrecuperáveis só podem ser adquiridos por empresas de desmonte ou reciclagem, devidamente credenciadas em órgãos de trânsito.

Recursos

A iniciativa faz parte do projeto “Esforço Concentrado para a Redução dos Bens Aguardando Destinação”, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, via Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad), em parceria com o Governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Sejusp.

Todos os recursos arrecadados devem ser aplicados em ações de redução da oferta e da demanda de substâncias ilícitas e em campanhas, estudos e capacitações relacionadas a temáticas das drogas. São exemplos os programas de prevenção, atenção, cuidado, tratamento e reinserção social de usuários de drogas, projetos de reaparelhamento e custeio de atividades de fiscalização, controle e repressão ao uso e ao tráfico ilícito de drogas e produtos controlados.

Os recursos são também aplicados na própria gestão do Fundo Nacional Antidrogas (Funad) e nas despesas decorrentes do cumprimento das atribuições da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas, órgão gestor do fundo.

Pode ser uma imagem de ao ar livre

 
Pode ser uma imagem de automóvel e ao ar livre
Fonte: Agência Minas

Mais Populares

ÚLTIMAS Notícias

Fale Conosco

Avenida Dr. Getúlio Vargas, 1240/01 São Lourenço / MG
(35) 98838-4631 | |
portalpotencia@gmail.com