Plantão
Minas Gerais

Prefeitos de Minas decidem voltar às aulas só depois do Carnaval

Publicado dia 25/02/2019 às 22h31min
Crise assola diversos municípios mineiros

Prefeitos de mais de 300 cidades mineiras se reuniram nesta segunda-feira na sede do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (Crea-Minas) para discutir medidas que pressionem o governador Romeu Zema a liberar os repasses constitucionais, atrasados desde a gestão de . Os chefes de diversos executivos subiram o tom e não descartam um pedido de impugnação do governador, caso os pagamentos não sejam feitos até o fim do mês. Os valores chegam a R$ 342 milhões. Do governo anterior é de R$ 12,6 bilhões.

Eles alegam que o governo atual está retendo recursos do município previstos em lei, de valores referentes a ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores) e Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica.

Durante a assembleia foi votada uma recomendação para as prefeituras do adiamento do ano letivo para depois do carnaval, no dia 11 de março. Os prefeitos destacaram que não têm condições de garantir o início das aulas em fevereiro e custear salários, merenda e transporte escolar.

Fonte: O Tempo